Tivemos 97.798 mil leitores em 2016 - 8150/mês, 80.511 até ao 3.Trimestre de 2017 - 8.950/mês e mais de 310 mil desde julho/2010 (3.600 por mês, durante mais de sete anos)

29.5.10

A recuperar do tempo perdido: desta feita no Turismo!

Os preços do Parque de Campismo, após 7 anos, foram finalmente alterados, em reunião de CM de 27/5/2010.
Actualmente o Parque estava com uma taxa de cobertura receitas/despesas de 53% e com estes novos preços passa a estar nos 74%. Mas a expectativa é que com um aumento de 10-15% de dormidas no Verão, venha a ultrapassar os 100%. Confiamos que com a tendencia actual tal se venha a verificar em 2011.
E ainda há quem diga que não há estratégia. Brincalhões!!!!

Parque Municipal de Campismo
Preços 2010

Escalões de preços por grupo de meses
Nov-Mar | Abr-Mai, Out |  Jun-Set

Pessoas
crianças 1,00 € | 1,00 € | 1,00 €
adultos 2,40 € | 3,20 € | 4,00 €
visitas 1,00 € | 1,00 € | 1,00 €

tendas
<12 m2 1,50 € | 2,00 € | 2,50 €
12-20 m2 1,80 € | 2,40 € | 3,00 €
>20 m2 2,10 € | 2,80 € | 3,50 €

Caravanas / Autocaravanas
até 4m  2,40 € | 3,60 € | 4,00 €
4-6m  3,60 € | 4,80 € | 6,00 €
mais de 6 m  4,20 € | 5,60 € | 7,00 €

Auto*  6,00 € | 6,00 € | 6,00 €
Bus  25,00 € | 25,00 € | 25,00 €
Moto, Moto4  2,00 € | 2,00 € | 2,00 €

Bicicleta - € - € - € (grátis)
Electr - € - € - € (grátis)
Cao/gato - € - € - € (grátis)


* - O valor de parqueamento automóvel dentro do Parque fica superior ao do Parque de Estacionamento subterrâneo, que é de 5,5€/hora

Outros descontos a aplicar:
a) Grupos de mais de 20 pessoas = 10% sobre Factura
b) Parcerias intitucionais do Município para eventos específicos = 50 a 100% sobre Factura, a decidir pelos Serviços Municipais Turismo


(Entrada em vigor, após 15 dias úteis da publicação do extrato no DR II Série - muito provavelmente em Julho deste ano)
A propósito dos protocolos existentes entre o Municipio, o politécnico e outras duas instituições associativas a ele ligados, e a polémica levantada na ultima reunião de câmara (de 27/5)

O protocolo já existe desde 2007 e foi reformulado em 2008. É tripartido entre o Municipio, o Instituto Politécnico e a Associacao Portuguesa de Turismo Cultural. O valor mensal que está em vigor é de 4.800€.
Temos ainda outro Protocolo com o Instituto Politécnico e o Centro de Estudos de Arte e Adqueologia, em vigor desde 2002, cuja comparticipação do município é também de 4.800€ por mês. Ambos os protocolos terminam a 31 de Maio de 2010.

O objectivo deste Vereador é manter estes dois protocolos, visto que esles estão a dar frutos, quer no apoio estratégico ao osicionamento de Tomar como destino Tuístico e Cultural, quer no tocante ao número de visitantes acompanhados - mais de 11.000 por ano - , quer na garantia da abertura de todos os espaços visitáveis da Cidade, neste momento já possível entre Terça-feira e Domingo, das 10h as 19h.

Esta optimização dos protocolos que estavam em vigor à anos é responsabilidade nossa, deste mandato, e a proposta deste Vereador é que se mantenham em vigor, pelo menos, até final do mandato.
E isto, como é obvio porque se a nossa aposta é no Turismo temos de ter as condições mínimas para trabalhar o sector, com os meios que já tínhamos, agora de facto a funcionar, mas com a longevidade mínima para darem resultados sustentados.
Não queiram que apresente resultados imediatos num sector como o turístico - apesar de começarem a haver bons indicadores.
Por questões técnicas foi já acordado que os protocolos seriam anuais, renováveis e não 'escrito' até ao final do mandato.

A proposta que este Vereador levou a reunião de CM e que esta agora a ser analisada, e bem, sob o ponto de vista de enquadramento com a Lei 18/2008, reduz em 6% a participação do município na pareria - passando de 4800€/mês para 4500€/mês, como alias irá ser reduzido no mesmo valor no outro protocolo.

Temos de poupar, mas sem reduzir a qualidade da oferta que damos à comunidade.
Volto a afirmar que ou investimos nesta industria ou não investimos. Os meios caminhos trasnformam investimento em despesa!

Com protocolo ou com outro qualquer instrumento jurídico que venha a ser considerado adequado, a opção do município está tomada: são nossos parceiros para o substrato e constução das mínimas condições neste sector o Instituto Politécnico de Tomar,  o Centro de Estudos de Arte e Arqueologia e a Associação Portuguesa de Turismo Cultural.

O que dana o outro Sr.Vereador e mais um ou dois 'invejosos' é que os resultados começam a aparecer e quando a generalidade das pessoas se apereber do que esta a ser feito, apenas perguntarão porque não foi feito antes.

Pois é: o algodão não engana!

27.5.10

Indice de risco de incêndio para Sexta-feira

Este é o mapa de risco de incêndio válido para o território nacional. De lembrar que a partir do nivel IV (vermelho) é proibido fazer qualquer tipo de queima de sobrantes.
Procurarei manter, no canto superior direito ter, todos os dias, o mapa actualizado.
De qualquer forma pode ser sempre consultado o índice de risco em http://www.meteo.pt/pt/ambiente/risco_incendio/index.html?page=fwi_d1.xml

A informação, no mundo moderno já não é poder, é saber.

22.5.10

Três milhões de peças LEGO® a caminho de Tomar

É um brinquedo que as crianças adoram e a que os adultos não resistem. O LEGO®, que já atravessou gerações e foi mesmo considerado o brinquedo do século XX, continua a arrastar multidões para ver cidades, castelos e comboios construídos com tijolinhos de plástico colorido e o muito mais que com eles se pode fazer.

Daí que se espere que os dias 10 a 13 de Junho sejam de grande animação em Tomar, em cujo Pavilhão Municipal vai decorrer o Tomar 2010 LEGO Fan Event onde uma das principais atracções será a réplica da Janela do Capítulo, com um 1,70 metros de altura e cerca de 24 mil peças, da autoria de Romão Santos. Em destaque estará também um Ferrari construído com 125 mil peças cedido pelo Museu do Brinquedo de Sintra.

Para a edição 2010 do evento LEGO a Câmara Municipal conta pela primeira vez com a parceria da PLUG (Associação Portuguesa de Utilizadores de LEGO®), para além do Museu do Brinquedo em Sintra e do "Projecto Construir" e ainda com o apoio oficial da marca LEGO e da Real Embaixada da Dinamarca.

Visitar o Tomar 2010 LEGO Fan Event garantir-lhe-á seguramente muita animação, passatempos, prémios e a possibilidade de dar um “mergulho” na já tradicional “piscina” com cem mil peças onde cada um poderá fazer as suas construções.
São quatro dias de portas abertas entre as 10 e as 22 horas (a única excepção é no domingo em que encerra às 18), com bilhetes a preço pouco mais que simbólico: os adultos pagam 2 €, mas quem tenha cartão de estudante, cartão jovem ou cartão do idoso paga só 1 € e os menores de 6 anos entram gratuitamente. E há ainda entradas gratuitas para quem viaje na CP, a acrescentar aos 20% de desconto no bilhete de comboio.
No interior do pavilhão, os visitantes vão poder ver, entre muitas outras construções, um display de cidade com 60 metros quadrados ou um mini-museu com a história do brinquedo LEGO.

21.5.10

Prevenção rodoviária na Praça da Republica em Tomar

Tomar vai ser uma das primeiras cidades a receber, no final desta semana, a exposição itinerante da Prevenção Rodoviária Portuguesa (PRP) intitulada “Reduzir a Velocidade nas Estradas Portuguesas”.

A exposição estará patente ao público de sexta-feira, 21 a domingo, 23 de Maio, na Praça da República, com o apoio do Município de Tomar.

Esta iniciativa da PRP é composta por várias acções interactivas destinadas a sensibilizar os condutores para a prática de velocidades adequadas às situações de trânsito, recorrendo a diferentes equipamentos de simulação, nomeadamente, simulador de embate, de capotamento, de condução sob o efeito do álcool, de tempos de reacção e de condução de motociclos.
Os visitantes podem experimentar e testar os seus conhecimentos e comportamentos no âmbito da segurança rodoviária.

13.5.10

Hoje é dia da Espiga

Em Tomar, hoje é dia da espiga.
Celebramos as lembranças da natureza.
Revisitamos parte da nossa história, parte da nossa cultura.
Corremos e saltamos e no final sentiremos que valeu a pena trabalharmos pela sustentabilidade.
Assim cumprimos, também, a Republica!

Todo o programa em http://diadaespiga.info

7.5.10

Tudo tem um limite!

António Rebelo, putativo candidato a candidato do PS à Presidência do Município, democraticamente derrotado para esse objectivo, não deixe desde então de procurar, através da perfídia, da maledicência mais torpe e do elitismo mais atroz, atacar-me de todas as formas que pode.

Acontece que eu ate muitas vezes tenho achado que o Sr. ate terá as suas razões em relação a algumas das opiniões que tem, que tem todo o direito de não ter gostado de ser derrotado e que gostaria de ter sido candidato do PS, que tem todo o direito de se achar o melhor de todos os Tomarenses vivos, dos que viveram e dos que hão-de viver.

Disso tem todo o direito.
O que já não tem direito é de insinuar de que estou na política porque ganho mais do que na minha profissão e que em resultado disso é que mantenho a minha determinação no sucesso do acordo político alcançado entre o PS e o PSD, para evitar que de novo a autarquia de Tomar fosse "assaltada" pelos interesses "que resolvem".

É mesquinho, provinciano e de um dogmatismo atávico tal atitude.

Quem me conhece, quem sabe como eu vivo e ao que às questões "terrenas e financeiras" ligo, só se pode rir de tão baixo ataque político.

De facto o desespero deve ser muito grande.
Tais ataques não me desviarão um milímetro do trilho que o PS e eu próprio decidimos em tempo, colectiva e solidariamente, trilhar em nome de Tomar.

6.5.10

Visita Papal é um assalto aos contribuintes Portugueses

O estado Portugues propalada na sua constituição, a separação entre a Republica e as religiões, remetendo a relação entre os dois entes para Lei ordinária. A Lei da liberdade religiosa, regula quais as religiões reconhecidas pelo Estado e as formas de relação e apoio entre estes.
Ao receber o chefe do Estado soberano e reconhecido internacionalmente do Vaticano, Portugal organiza e recebe protocolarmente, como lhe compete no contexto das relações internacionais, especialmente tendo em conta a tradição de relação entre os dois Estados.
Questão diferente é o facto de num Estado, assumidanente laico, o Governo por pressão da Igreja local protuguesa, ter decretado a tolerância de ponto de um dia inteiro para todos os funcionários e agentes públicos, acrescido de meio dia para os que trabalham nos Concelhos de Lisboa e Porto.

Tal facto anómalo sob o ponto de vista das relações regulares entre Estados, pelo exagero da situação, pois não seria licito para o interesse publico decretar dias de tolerância para as visitas oficiais dos lideres dos Paises irmãos dos PALOP's ou da Uniao Europeia.

A acção do Governo é assim totalmente injustificada sob o ponto de vista da proximidade e relações entre Estados e apenas foi possível, pela natural pouca adesão que este líder relisioso tem entre os próprios seguidores da sua Fe

A Igreja católica, no seu todo vive claramene um cisma, uma ruptura entre a sua cúpula e
estratégia de acção e o objecto do seu trabalho: os cidadãos. O aumentar das denuncias de abusos sexuais sobre crianças sob a guarda de instituições católicas, especialmente por ministros do seu culto.

A decisão governamental é por isso um verdadeiro disparate, que prejudica de forma grave a vida de milhões de Portugueses, que nesse dia se vêm privados de acesso aos serviços públicos, com especial destaque para todas as famílias que tem filhos em idade escolar.

Quem vai pagar o prejuízo por isso provocado?
Vamos todos pedir a cada uma das igrejas das nossas terras, pedir a devolução do que cada um de nós vai gastar ou perder de rendimento nesses dias?

E quem paga os 60 milhões de euros de salários da função publica perdidos com esta tolerância de ponto?
E alguma direita irresponsável que quer acabar com o apoio aos mais defavorecidos, ao nivel do RSI, não acha um assalto ao contribuite gastar num só dia o que custa o apoio a milhares de protugueses em dificuldade por ano?
Uma vergonha!!!