Tivemos 97.798 leitores em 2016 - 8150/mês, 90.905 em 10 meses de 2017 e mais de 320 mil desde julho/2010 (3.580 por mês, durante mais de sete anos)

25.3.17

A Primavera, a divisão de turismo/cultura e o senhor holandês


Nota do dia, na Rádio Hertz (FM92 e 98), quinzenalmente às quartas (próxima, dia 5 de abril)
Para ouvir, clique aqui

Embora não pareça, já estamos na Primavera, aquela que é a estação do ano predileta dos amantes, dos poetas e, dizem, dos loucos. Talvez por isso, S.Pedro, esse pouco discreto santo da Igreja de Roma, que pelo menos nesta terra plantada à beira mar e onde, no dizer daquele senhor Ministro Holandês, que perdeu quase todo o grupo parlamentar de apoio nas recentes eleições do seu país, entende ele, o holandês, que só gostamos de álcool e de mulheres; o tempo anda, como ele, o holandês, virado de pernas para o ar.

Eu bem sei que o tema predileto dos Tomarenses nem é o tempo, mas que raio, depois de tantos azares que a nossa terra tem tido, de tantos despejos de poluentes no nosso rio, seja da ETAR de Ourém, dos ilegais despejos de fossas sépticas de individuais e de pequenas indústrias, ou das industrias, que já não são pequenas na nossa zona industrial e, um pouco por todos os nossos pinhais e veredas, que quem anda em caminhadas, em trial’s, em btt, em passeios de Jeep’s, a quatro ou a duas rodas, ou a dois pés, encontra um pouco por todo o Concelho, entre as belezas naturais únicas das serranias cársicas do Noroeste, às veredas luxuriantes do Nordeste, passando pelos pinhais e montados do sul, não deixa de estranhar que, perante tantos crimes ambientais, ninguém diga nada, ninguém investigue nada e, apenas o Américo do Zézinho, insista, qual D.Quixote em cavalgar contra os Moinhos que, não sendo de vento, se diluem na (i)rresponsabilidade da teia burocrática deste País que, à beira mar plantado e, no dizer do senhor Holandês, só quer saber de álcool e de mulheres.

Acho injusta esta apreciação pois, em Tomar e no resto do País, além de muita música, umas bjecas e uns tintóis, a malta gosta também de uns bons gins e whiskeys e, julgo saber que nem todas as mulheres gostam de mulheres, talvez na holanda ou naqueles encontros modernos da malta dos Blocos, haja muito disso, mas eu, talvez pelos meus cinquenta anos, acho que a maior parte das mulheres aqui pela zona, gosta de homens e acho, no meu fraco entender, que fazem muito bem, apesar do tal senhor holandês não gostar nada.

Fico aliás na dúvida onde irá ele passar férias. Com o nosso azar qualquer dia ele, de socialista que é, ainda é convidado para algum mis en cene, organizado pela Divisão de Turismo e Cultura cá do burgo, a tal que não gostava nada da chatice que daria colaborar na organização do Festival de Estátuas em 2014 e que lá conseguiu convencer a Presidenta a adiar vários anos a coisa, apesar da oposição dos eu próprio gabinete político, talvez porque aquilo era paradito ou, quiçá, por o senhor holandês não gostar, que nós por cá gostemos de álcool e mulheres, no dizer dele é claro, que eu continuo a gostar de tudo, menos de “porrada”, como diz o povo e é verdade, porque é no todo que está a virtude, ou será noutro sítio qualquer (?);

Enfim(!); Não sei (!);

Nem isso interessa nada, porque já é Primavera e, acho que já vos tinha dito, que é o tempo dos amantes, dos poetas e dizem que dos loucos, e também dos cultos e dos pensadores que livres, trabalham para que não fiquemos por aqui todos, continuando à espera dos Holandeses que vinham dantes para o Parque de Campismo, agora transformado em Parque de Estacionamento, como o Paiva queria há uns anos e que, finalmente a tal Divisão de Turismo e  Cultura lá conseguiu cumprir, talvez porque era também uma chatice e aquela malta que lá trabalhava não merecia aquele trabalho a ver os holandeses que vinham para cá à procura do álcool e das mulheres que, diz o seu Ministro da Finanças, nós por cá cultivamos, gostamos e nada mais fazemos…

Mas nós em Tomar gostamos deles, dos turistas, de todos os países, agora não podem é querer ver a Sinagoga a partir de 18 de abril, pois com aquela programação típica da tal Divisão de Turismo e Cultura, que da dita, Só…ares, ou não ficasse em Paris, aquilo que por lá se passa, (ou não ficou?). vai estar fechada, para obras que podiam já ter sido feitas, quando não havia quase turistas, no Inverno, talvez, digo eu. Vai uma aposta que lá para o Verão ainda estará fechada? Ou que dizer do posto de turismo fechado à hora do almoço e o ano passado até a alguns domingos? Pois, o senhor holandês que nunca visitou Tomar, o seu património ou as suas gentes e nunca consumiu álcool e que talvez não goste de mulheres, havia de achar este local idílico, único, talvez mesmo no dizer de outro turista, o Umbigo do Mundo, ou será outra parte qualquer? Bem, não sei, o que sei mesmo é que é Primavera e, acho que já vos tinha dito, que é o tempo dos amantes, dos poetas e dos loucos, não é? Pois…

E vivó Holandês!

Sem comentários: